Jardim Botânico

Our Jardim Botânico Collection takes inspiration from the leaves and fruits of the trees whose wood is used in the making of our beach bats. The collection comprises four specially developed prints; Freijó, Cerejeira, Tauari, and Açai, named after these Brazilian flora.

The collection takes its name from the home of these plants, and one of Rio’s greatest tourists attractions, the botanical gardens, or Jardim Botânico. Inspired by the mesmerising kaleidoscope of plant life within the gardens, our leaf-shaped geometric designs feature a lush palette of blues, reef green, terracotta, and sunflower yellow, bringing to life the beauty of this picturesque Brazilian landmark.

The land on which the Jardim Botânico sits today, at the foot of the Corcovado, was once a sugar cane mill. In the 18th century, spices were still imported from the East Indies on large ships that faced many dangers en route. In 1808, the prince regent Dom João V decided to create the Botanical Garden in Rio, with the goal of cultivating exotic spices and plants within Brazilian territory.

Nowadays, Rio de Janeiro’s botanical garden is an ecological sanctuary in the middle of the city. The garden comprises 540 thousand square metres of cultivated land and houses about 6,500 species of plant, both Brazilian and imported.

The park is home to centuries-old palm trees. The most impressive one is the Imperial palm tree that can reach the height of a fifteen-storey building. When exploring the rich flora of the Jardim Botânico, you’ll come across vibrant lakes, caves, giant aquatic plants called Vitória Regia, and Brazilian fauna. The Jardim Botânico is endlessly fascinating; a place of relaxation where you can truly feel in touch with nature.

 

Discover the Collection here

 

rsz_1dscf9702 rsz_fc_ss17_49_jardin_4282 rsz_fc_ss17_25_jardin_2255

 

O local que hoje acolhe o Jardim Botânico era um engenho de cana de açúcar antigamente. Em 13 de junho de 1808 o príncipe regente da época D. João VI, preocupado com os perigos enfrentados durante o longo trajeto percorrido pelos navios que transportavam especiarias vindo das Índias Orientais, decidiu criar o Jardim Botânico com o objetivo de aclimatar essas especiarias dentro de terreno brasileiro. Hoje em dia, podemos dizer que o Jardim Botanico do Rio de Janeiro, se tornou um santuário ecológico, são 540 mil metros quadrados de área cultivada aberta a visitantes é a mais diversificada e imponente área verde da cidade, abrigando cerca de 6.500 espécies de plantas da flora brasileira e também de outros países.

 

O parque abriga alas de palmeiras centenárias, a mais iponente e marcante é a palmeira imperial, que pode chegar à altura de um prédio de 15 andares. Ao explorar o Jardim Botânico pode-se encontrar além de uma rica flora, vobrantes jardins, orquidário, lagos, cavernas, plantas aquáticas gigantes chamadas Vitória Régia e também animais da fauna brasileira. Um lugar encantador, onde é possível desfrutar do contato com a natureza e escutar o canto dos pássaros que vivem ali.

O Jardim Botânico do Rio além de ser um dos maiores centro de Pesquisa do mundo em botânica e biodiversidade vegetal, abriga um rico patrimônio histórico e cultural.

 

A nossa Coleção Jardim Botânico foi inspirada nas folhas e nas plantas das árvores cuja madeira é utilizada na confecção das nossas raquetes. A coleção é composta de quatro estampas desenvolvida exclusivamente por nós; Freijó, Cerejeira, Tauari e Açai, em homenagem a árvores e plantas brasileiras.

Tendo como inspiração o fascinante caleidoscópio da vida vegetal dentro dos jardins, nossos desenhos geométricos em forma de folha apresentam uma paleta exuberante de azuis, verdes, terracota e amarelo girassol, trazendo à vida a beleza deste pitoresco marco brasileiro.